ilustração de JP Veiga

Clique e veja os folders.

- 2013 -
Inquietudes e possíveis conclusões

- 2012 -
Sete passeios e dois trajetos a vislumbrar pelo bosque da ficção em LIJ

- 2011 -
Bibliotecas escolares - teoria e prática irradiando leitores e leituras

- 2010 -
O politicamente (in)correto em literatura infantil e juvenil

- 2009 -
Por um espaço especial para a literatura na escola

Nosso espaço de debates

 

O Seminário AEILIJ – Por um espaço especial para a literatura na escola realiza-se anualmente durante a Feira do Livro de Porto Alegre/RS. Surgiu de um esforço e desejo coletivos entre a diretoria nacional, a Câmara Rio-Grandense do Livro e a Coordenação regional/RS, em 2009, quando nos propomos a criar um espaço de debates para questões relacionadas ao ofício de escrever e ilustrar livros infantis e juvenis no Brasil. Na 55a. Feira do Livro de Porto Alegre, o tema do seminário tomou emprestado o título de artigo escrito por Anna Claudia Ramos, à época presidente, e Luiz Antonio Aguiar, diretor de cultura. 

 

Ignácio Loyola Brandão abriu as reflexões da primeira edição, falando-nos sobre a importância de professores leitores em nossas escolas. No encerramento, Carlos Urbim, patrono da 55a. Feira do Livro de Porto Alegre, encerrou o encontro contado-nos sobre a presença dos livros em sua infância numa cidade do interior do Rio Grande do Sul. Neste ano definiu-se o formato do seminário que inclui mesas redondas e oficinas com autores da palavra e da imagem, editores, e responsáveis por projetos de leitura que se caracterizem pela constância e criatividade em promoção da LIJ brasileira. 

 

Desde então, temas que de alguma forma se destacam nas edições anteriores, passam à arena de reflexões no ano seguinte. Em 2010, na abertura do II Seminário AEILIJ, o escritor Celso Gutfreind emocionou a todos com sua fala Por que tanta literatura? E no encerramento o Politicamente (in)correto em LIJ, tema escolhido em fevereiro do mesmo ano, veio à reflexão na conferência Os clássicos na fogueira: o caso Monteiro Lobato, com o especialista em LIJ João Luiz Ceccantini. Para nossa surpresa, em meados de agosto do mesmo ano, a polêmica levantada em torno do preconceito expresso na obra daquele que é considerado o pai da LIJ brasileira assinalava o tom profético das nossas interrogações.

 

Em 2011, procurando alinhar nosso debate com o tema norteador da 57a. Feira do Livro de Porto Alegre, a preocupação com o espaço da biblioteca ocupa nosso III Seminário, quando Bibliotecas escolares- teoria e prática irradiando leitores e leituras ocupará nossos diálogos de 08 a 10/11. Nesta edição, Hermes Bernardi Jr., o atual presidente da entidade, anuncia os palestrantes: para a abertura, um dos destacados nomes da LIJ Brasileira, o escritor Pedro Bandeira. E para o encerramento a conferência ficará a cargo de Maria Antonieta Cunha, atual Secretária Executiva do PNLL, do MinC. Além disto, o seminário mantém sua grade de oficinas e mesas-redondas, integrando profissionais de todo o Brasil.

 

A partir da edição 2012 a coordenação do seminário passará aos atuais coordenadores regionais da AEILIJ/RS, num sistema de “hereditariedade”. 

 

Que sejam profícuos nossos próximos encontros!

 




2010


2010


2009


2009

***